Informações nos links a baixo

Regulamento AMADOR MX 2020!

12/03/2020


Campeonato Amador de Motocross Dirt Action 2020

Instrução normativa 05/2020.

Referência: Regulamento Particular do Campeonato Amador de Motocross Dirt Action 2020.

A LIVRE BRASIL (Liga Independente de Velocidade e Regularidade do Brasil), de acordo com a legislação desportiva em vigor no país e, usando das atribuições que lhe são conferidas pelo estatuto da entidade, estabelece o REGULAMENTO DE MODALIDADE E PARTICULAR para a prova do Campeonato Amador de Motocross Dirt Action 2020.

1 - DAS PROVAS:

1.1 - Categorias Campeonato Amador: 50cc A/50cc B/65cc/Junior/Nacional/ MXF/MX30/MX35/MX40/MX45 /MX50/MX55/MX2/MX1/MXOpen.

1.2 - Início das Inscrições: 10 de março de 2020.

1.3 – Serão aceitas inscrições de acordo com o regulamento de categorias e motocicletas dos pilotos, sempre respeitando a direção do evento e acesso a categorias superiores.

2 - DAS NORMAS GERAIS:

2.1 - A disputa deste campeonato será aberta a todos os pilotos, independentemente de suas origens ou entidades a que estejam filiados, federações ou ligas.

2.2 - Será o Código Desportivo LIVRE BRASIL, adotado nesta competição.

2.3 - Toda reclamação somente poderá ser analisada e considerada, quando efetuada por escrito, segundo normas e regulamento da LIVRE BRASIL, acompanhada da taxa correspondente, Taxa reclamação R$ 800,00.

2.4 - Será de total responsabilidade do piloto e seu representante legal, a conduta de qualquer membro da equipe, cabendo-lhe simultaneamente, as sanções previstas no regulamento.

3 - DA INSCRIÇÃO:

3.1 - A taxa de inscrição será de R$ 120,00, efetuadas na secretária de prova no sábado ou domingo da prova, podendo ter desconto nas inscrições feitas antecipadas. Em nenhum caso a inscrição será devolvida.

4 – DO CAMPEONATO AMADOR 2020:

4.1 - O Campeonato contará com 03 etapas classificatórias e uma Super Final. Para poder participar da final o piloto terá que fazer uma das etapas classificatórias e ficar entre os 30 melhores classificados no geral (Classificação que será divulgada pela organização seguindo os critérios de participação e classificação em cada etapa) ou ficando em décimo em qualquer uma das etapas classificatórias o piloto estará automaticamente qualificado para a Super Final. Será declarado “Campeão” o piloto que vencer a Super Final.

4.2 - As provas terão 15 minutos mais 02 voltas. (Ou a critério da Direção de Prova quando necessário o aumento ou redução de tempo).

4.3 - No caso de gate com número reduzido de pilotos fica a critério da Direção de Prova o tempo e número de voltas, ou junção com outra categoria.

4.4 – Só terá direito a pontuação o piloto que completar 50% das voltas do Líder.

4.5 – Em caso de paralização da prova, ela apenas será válida se for paralisada após serem percorridos 50% do tempo determinado.

4.6 – O piloto que não LEVAR A BANDEIRADA DE CHEGADA e já tiver completado 50% da prova, terá a sua classificação alterada com perda de uma volta.

5 - DA PREMIAÇÃO, PONTUAÇÃO.

5.1 - A pontuação da etapa será a seguinte:

1º - 25 pontos     6º - 15 pontos     11º - 10 pontos 16º - 05 pontos 

2º - 22 pontos     7º - 14 pontos     12º - 09 pontos 17º - 04 pontos 

3º - 20 pontos     8º - 13 pontos     13º - 08 pontos 18º - 03 pontos 

4º - 18 pontos     9º - 12 pontos     14º - 07 pontos 19º - 02 pontos 

5º - 16 pontos     10º - 11 pontos   15º - 06 ponto   20º - 01 ponto 

Uma classificação será afixada no local da prova 30 minutos após o seu término. Esta classificação torna-se definitiva após terem sido conhecidos os resultados das verificações técnicas, e não tenha havido qualquer reclamação apresentada pelos concorrentes.


5.2 – Só terá direito a pontuação o piloto que completar pelo menos 50% das voltas do Líder.

5.3 - Receberão troféus os 05 primeiros colocados de cada categoria por etapa.

6 - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DAS CATEGORIAS:

Os pilotos poderão optar pelas categorias seguindo o seguinte critério:

50cc A

Motos de cross de 50cc 2 tempos e 100 4 tempos, modelo mini motos.

Pilotos de 06 a 08 anos, ano de nascimento 2012.

50cc B

Motos de cross de 50cc 2 tempos e 100 4 tempos, modelo mini motos.

Pilotos de 9 a 10 anos, ano de nascimento 2010.

65cc

Motos de cross de 65cc 2 tempos e 125 4 tempos, modelo mini motos.

Pilotos até 13 anos, ano de nascimento 2007.

Junior

Importadas 85cc até 105 2 tempos e 150cc até 170 4 tempos, permitido moto 230 e 250 Nacional.

Pilotos até 16 anos masculino, ano de nascimento 2004. Feminino 18 anos nasc. 2002

MXF (Feminino)


Importadas 105 2 tempos e 150cc 4 tempos, a cima.

Pilotos Mulheres 15 anos a cima (ou a critério da organização)

Nacional

Motos Nacionais de livre preparação de motor. (Quadro e motor nacional)

Pilotos a partir de14 anos (ou a critério da organização)

MX 2


Motos importadas de 125/150cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos a partir de16 anos (ou com autorização da organização)

MX 1


Motos importadas acima de 250cc 2 tempos, ou 450cc 4 tempos.

Pilotos a partir de 16 anos (ou a critério da organização).

MX 55


Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos nascidos até 1965 (inclusive)

MX 50

Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos nascidos até 1970 (inclusive)

MX 45

Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos nascidos até 1975 (inclusive)

MX 40

Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos nascidos até 1980 (inclusive)

MX 35

Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos nascidos até 1985 (inclusive)

MX 30

Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos nascidos até 1990 (inclusive)

MX Open

Motos importadas acima de 125cc 2 tempos, ou 250cc 4 tempos.

Pilotos a partir de 16 anos (ou a critério da organização).

6.1 – Não poderão disputar o Campeonato Amador, os pilotos ranqueados nacionalmente nas categorias MX 1 / MX 2 / MX Elite e os 10 primeiros colocados da categoria Nacional Pró do Campeonato Brasileiro de Motocross 2019 (Classificação BR-MX 2019). As categorias 50cc, 65cc, Junior, MXF e categorias Sênior por idade, estão livres deste critério, e são liberadas a pilotos com motos específicas e dentro do regulamento de idades.

6.2 – O piloto poderá participar de mais categorias desde que sua moto e idade estejam dentro do regulamento previsto para cada categoria.


7- DAS DISPOSIÇÕES FINAIS:

O presente regulamento foi elaborado pelo Conselho Técnico Desportivo, e entrara em vigor na data de sua homologação, revogadas as disposições em contrário. As questões que gerarem duvida serão solucionadas pela comissão desportiva da prova.

Homologo o presente Regulamento para exercício a partir de 10 de março de 2020.

Diogo Sarto Ramos de Oliveira.

Diretor Técnico Desportivo

(Liga Independente de Velocidade e Regularidade do Brasil)

BANDEIRAS DE SINALIZAÇÃO:

Bandeira de Chegada (quadriculada branca e preta)

Significa que a corrida acabou e é mostrada a cada um dos pilotos quando eles cruzam a linha de chegada.

Bandeira Amarela

Significa perigo à frente, as ultrapassagens estão proibidas e os pilotos devem reduzir a velocidade.  Duas bandeiras amarelas significam pista muito obstruída, ela pode ser apresentada parada em um posto antes ao acidente para indicar cuidado.

Bandeira Vermelha

A corrida foi interrompida, geralmente porque um veiculo ou piloto acidentado ocupa uma posição perigosa na pista.  Os pilotos devem reduzir a velocidade e se prepararem para parar a qualquer momento.

Bandeira Azul

Indica que existe veículo mais rápido se aproximando e que o piloto deve facilitar a ultrapassagem. Geralmente o piloto deve manter seu traçado e não disputar a freada com o piloto mais rápido.

Bandeira Preta

Significa que o piloto foi punido e deve dirigir-se aos boxes. Geralmente é acompanhada do número, mas pode ser apresentada diretamente ao piloto. 

Bandeira Verde

Pista limpa e desimpedida.  É usada para indicar liberação ou o fim do perigo após áreas sinalizadas com bandeira amarela.  Os pilotos já podem voltar ao ritmo normal de prova.

Bandeira Branca com cruz vermelha (Serviço Médico)

Adverte os pilotos da existência de um veículo de serviço médico na pista, deve ser acompanhada de bandeira amarela anteriormente ou no local.​​​​​​